Avançar para o conteúdo principal

Unha-de-gato (Uncaria tomentosa)



Descrição

A unha-de-gato é um arbusto indígena da selva amazónica da América do Sul.
Existem duas espécies de unha-de-gato: a Uncaria tomentosa e a Uncaria guianensis. Embora tenham um aspecto semelhante e por vezes sejam utilizadas da mesma forma, a investigação demonstrou que, das duas, a Uncaria tomentosa é mais valiosa como agente terapêutico.

Utilização geral


A unha-de-gato é uma das plantas mais benéficas que se encontram nas florestas e utiliza-se como depuradora e suporte dos sistema imunitário, cardiovascular e intestinal. Embora as investigações tenham começado na década de 1970, só foi alvo de uma atenção geral na de 1990, quando alguns estudos demonstraram a sua possível utilidade para tratar a sida, o cancro e outras doenças. Aparentemente, a unha-de-gato aumenta a imunidade e permite curar perturbações digestivas. Alivia muitos outros sintomas, como a acne, as alergias, a artrite, a asma, a candidíase, a fadiga crónica, a inflamação crónica, a depressão, a diabetes mellitus, a toxicidade ambiental, a infecção pelo virus Epstein-Barr, a fibromialgia, as hemorróidas, o herpes, a hipoglicemia, o lúpus eritematoso sistémico, as perturbações menstruais, os desequilíbrios hormonais, os parasitas, a síndrome pré-menstrual, os tumores, as infecções do aparelho respiratório superior, as infecções virais e as feridas.


A casca interna é a principal fonte de actividade medicinal, embora as raízes e as folhas também possam ser utilizadas. Os investigadores isolaram alcalóides únicos na casca e na raiz que activam o sistema uminitário e aumentam a actividade dos glóbulos brancos. A rincofilina, um dos alcalóides isolados na unha-de-gato, tem propriedades anti-hipertensivas que podem ser benéficas para prevenir o risco de acidente vascular cerebral e de ataques cardíacos ao diminuir a frequência cardíaca e a tensão arterial, aumentar a circulação e reduzir os níveis sanguíneos de colesterol.


Mais informações, aqui

Os investigadores descobriram outras substâncias na unha-de-gato que têm propriedades anti-tumorais, antileucémicas, antioxidantes, antimicrobianas, antibacterianas, anti-inflamatórias, antivirais e diuréticas. Alguns autores conferem-lhe a capacidade de tratar muitos sintomas intestinais e gástricos, como a diverticulite, a síndroma do intestino irritável, a gastrite, as úlceras, as hemorróidas, a doença de Crohn e a colite.
As acções anti-inflamatórias da unha-de-gato aliviaram a inflamação e a tumefacção na artrite, no reumatismo e na dor articular.  Alguns estudos sobre os benefícios terapêuticos no cancro abriram caminho a descobertas interessantes. As propriedades imunoestimulantes da unha-de-gato demonstraram aumentar a função dos glóbulos brancos para atacar e digerir as substâncias carcinogénicas e os microrganismos prejudiciais que podem inibir o crescimento das células cancerosas e dos tumores. Se for utilizada como um tratamento associado à quimioterapia e à radioterapia, a unha-de-gato diminui os efeitos secundários de queda de cabelo, náuseas, problemas cutâneos, infecções e perda de peso.
Alguns estudos clínicos provaram a eficácia do extracto de unha-de-gato nos doentes com sida e nos doentes infectados pelo VIH, como tratamento único ou aliado à zidovudina (AZT). Os resultados demonstraram que a unha-de-gato é capaz de deter a reprodução do vírus da sida, interromper o crescimento das células cancerosas e activar o sistema imunitário. Por outro lado, os efeitos dolorosos derivados do tratamento com AZT diminuem.  As propriedades antioxidantes da unha-de-gato protegem as células das substâncias ambientais, como o fumo do tabaco, os pesticidas, a poluição, o álcool, os raios X, as radiações gama, a luz ultravioleta, os alimentos rançosos e algumas gorduras. A planta ajuda igualmente a evitar a disseminação dos radicais livres, protegendo as células de mutações e da sua transformação em tumores.
Mais informações, aqui

Preparações

A unha-de-gato está disponível nas lojas de alimentação de produtos naturais e ervanárias em várias formas: extracto seco, raiz triturada, cápsulas, comprimidos, infusão e tintura.

Para preparar a infusão, ferve-se 1gr da casca numa chávena de água durante 10 a 15 minutos. A mistura coa-se antes de se beber. A dose sugerida é de uma chávena três vezes ao dia.

Dose de tintura: entre 1 a 2 ml até duas vezes por dia. As crianças com mais de 2 anos de idade e os adultos com mais de 65 anos devem começar por utilizar doses menores e aumentar a potência gradualmente, se for necessário.

Precauções

A unha-de-gato não é recomendada a mulheres grávidas ou que estão a amamentar, nem àquelas que estão a tentar engravidar. As crianças com menos de um ou dois anos também não devem tomar. As pessoas que sofram de qualquer doença devem consultar um fitoterapeuta qualificado antes de tomar esta planta.

Efeitos secundários

Os estudos europeus evidenciaram uma toxicidade baixa quando se utiliza unha-de-gato, inclusive em doses elevadas. Não foram indicadas reacções adversas significativas e o único efeito secundário observado é diarreia.

Interacções

A unha-de-gato não deve ser combinada com medicamentos hormonais, insulina e vacinas. Pode dar lugar a uma rejeição das células estranhas por parte do sistema imunitário. Os doentes que foram submetidos a um transplante de órgãos ou tecidos não devem utilizar esta planta. Pode ser necessário reduzir a dose quando se toma juntamente com outras plantas.


Bibliografia: Manual das Medicinas Alternativas

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…