Avançar para o conteúdo principal

Estratégia anti-gastroenterite




A extrema suavidade dos meses de Setembro e Outubro na Europa impulsionam as bactérias, elas passam ao ataque agora que vem aí a onda de frio, e que é urgente para fazer um ponto da situação, sobre as maneiras simples a evitar estupidamente, de ser atacado por uma epidemia de gastroenterite.


Reconhecer a « gastroenterite »

Os sintomas da gastroenterite são os seguintes : náuseas, perda de apetite, cólicas abdominais e vómitos que aparecem de repente, diarreias, febre e cefaleias (dor de cabeça).
É uma doença que pode ser de origem bacteriana, de parasitas, mas que na maioria das vezes é provocada por um vírus. Chamamos-lhe a gripe intestinal.
Em crianças maiores de 2 anos e adultos, o vírus da gastroenterite é geralmente rotavírus.
As bactérias que causam a gastroenterite transmitem-se por via fecal-oral, uma palavra empregada pelos médicos e pessoas polidas para designar um modo de transmissão particularmente repugnante. Com efeito, a via fecal-oral quer dizer que as fezes contaminadas são encontradas na boca, nariz e olhos de outra pessoa.
Isso acontece quando você toca numa pessoa ou objeto contaminado com fezes, e depois esfregar os olhos, nariz, ou colocar os dedos na boca, ou quando bebe a água que está, também ela, contaminada com fezes.
O rotavírus, transmite-se através de micro gotículas libertadas no ar quando tosse ou espirra.
Uma pessoa afectada pode contagiar, no dia anterior aos seus primeiros sintomas, e durante cinco a dez dias. Pode contaminar cerca de 80.000 pessoas por dia, se frequentar lugares públicos. Na superfície dos objectos, o vírus da gastroenterite mantem-se activo dez dias!  
Uma vez que o rotavírus entre no seu corpo, ele vai procurar penetrar numa das suas células. Porque é lá, que este intruso se vai desenvolver, e passar para as células vizinhas, para as contaminar. 
A sua primeira arma contra este vírus, é evitar que ele entre no seu organismo. 


Regras elementares de higiene

Evite em todas as circunstâncias tocar as suas mucosas com as mãos sujas ou qualquer outro objecto de limpeza questionável. As mucosas são altamente permeáveis às bactérias, e é através delas que pode ser mais contaminado. As mãos são o principal veículo, porque todas as “linhas” nas palmas das mãos, são por vezes quentes e húmidas. Elas oferecem um abrigo acolhedor para as bactérias se proliferarem. Se fuma, lave as suas mãos antes da pausa para o cigarro. 
A transmissão na maior parte das vezes, á através de pessoas com quem confraterniza, colegas de trabalho, passageiros nos transportes públicos, em família, com o/a seu/sua cônjuge. Com as crianças são os colegas da creche, da escola, e os professores que são a principal fonte de contaminação. 
Os corrimões do metro/autocarro/eléctrico não são, a nossa casa, limpa todos os dias, como é o caso no Japão. Os menus nos restaurantes, as pegas dos carrinhos no supermercado, os códigos digitais, e mais surpreendente, os estetoscópios dos médicos, assim como os aparelhos para medir a tensão, são ninhos de bactérias. Um estudo mostrou que a higiene nos gabinetes médicos, não é tão rigorosa como se poderia pensar, e em particular, os estetoscópios.   

Aprenda a tossir correctamente

Aprendeu, em criança, a pôr a mão à frente da boca, quando tosse?
Evidentemente, é melhor do que nada, e protege as pessoas à sua volta, de espirros e micróbios, evitando o espectáculo nada gracioso, de uma língua, duma dentadura ou de uma garganta expostas.
Considere-se, no entanto, que a sua mão está agora contaminada, deverá lavar as mãos com água morna, em seguida, com um gel antibacteriano desinfectante, se não quiser dar um presente envenenado à próxima pessoa a quem cumprimentar. 
Pode limitar o risco, tossindo para o seu cotovelo, ou para um lenço, se o encontrar a tempo. A este propósito, esqueçam os lenços de tecido da vossa infância, ninhos de micróbios, e prefiram lenços de papel descartáveis.

Impulsionar o seu sistema imunitário

Curar a sua flora intestinal, peça estratégica do seu sistema imunológico, por comer alimentos prébióticos, os alimentos que não digere, servirão de alimentação às bactérias boas, que estão no seu intestino, ao tomar probióticos, isto é, bactérias e leveduras, que terão um efeito positivo na sua saúde, e irão regenerar a sua flora intestinal.

Miso (pasta de soja fermentada) e produtos lactofermentações ou fermentações lácticas, como a choucroute, são a recuperação quase miraculosa para a reconstituição da flora intestinal e bacteriana em geral. 

Comprar aqui














Pode já ter lido, na fitoterapia (cura pelas plantas), a Echinacea, as plantas que reforçam o sistema imunitário. É possível encontrar as preparações, sob a forma de tintura: O princípio activo da planta é extraído com álcool, mas as quantidades restantes do produto final são muito baixas. Em prevenção, pode tomar 30 gotas de Echinacea, três vezes por dia, misturado com água ou qualquer outro líquido. O tratamento tem a duração de duas semanas a um mês, e renovar, caso tenha alertas. 

Própolis, de mastigar, em spray, ou em pingos a diluir num copo de água morna, é também um excelente estimulante do sistema imunitário. O própolis é um revestimento, que as abelhas utilizam para cobrir todas as superfícies interiores da colmeia, a fim de as selar, e sobretudo, para lutar contra as invasões microbianas e fúngicas (cogumelos). As abelhas fabricam a própolis, a partir de diversas resinas que elas recolhem brotos e cascas de árvores (especialmente choupos e coníferas), e ao qual elas juntam cera e secreções salivares.

Comprar aqui
A Vitamina C também é essencial no Outono, é vital para manter o sistema imunitário, em estado de contra-ataque, sempre que uma nova bactéria procura um novo caminho no seu corpo. Pense, sobretudo no inverno, em consumir muitas laranjas, tangerinas, estão cheias de vitamina C, mas também bananas, que é uma excelente fonte de magnésio. No entanto, é duvidoso que consiga obter a quantidade necessária de vitamina C, sem tomar comprimidos.
Comprar aqui
E mais

Para fortalecer o seu sistema imunitário, a coerência cardíaca fez as suas provas (com o apoio de estudos). Consistem em respirações mais longas do que o habitual, com 5 segundos de inspiração pelo nariz (para evitar a passagem de bactérias de ar directamente para a garganta, através dos pêlos que estão no nariz), e 5 segundos de expiração pela boca para torná-la mais profunda. Faça este exercício de respiração 3 vezes por dia durante 5 minutos, será bom para aumentar a sua resistência, mas também lhe permitirá passar um momento calmo.
Tente dormir bem, comer muitas frutas e legumes, de fazer actividade física (pelo menos 30 minutos de actividade ao ar livre, todos os dias).

Que fazer se já está afectado

Primeiro, tem que interromper a sua dieta normal, mas por causa dos vómitos e das diarreias provocadas pela gastroenterite, certamente já o deve ter feito.
Na medida em que perde muito líquido, por cima e por baixo, deve lutar contra a desidratação, bebendo regularmente água de arroz.
Assim que o seu apetite volte, coma puré de batata e cenouras (sem leite), galinha cozida com legumes, beba o caldo obtido. Pouco a pouco, pode começar a comer arroz e pão.
Depois de três dias sem diarreias nem vómitos. Pode voltar à sua alimentação habitual. No entanto, evite alimentos gordurosos e outras carnes, que não sejam frango cozido, no início da recuperação alimentar.
Receita de água de arroz: Ferva durante 30 minutos um volume de arroz em seis volumes de água, junte uma colher de café de sal marinho. Coe o líquido por uma peneira para retirar o arroz, deixe esfriar. Quando servir pode juntar um pouco de mel para melhorar o sabor.


Óleos essenciais e sementes de toranja

As sementes de toranja chinesa destroem todos os germes nefastos dos intestinos, com a ajuda de óleos essenciais de tomilho. Este último é o seu grande aliado contra as doenças infecciosas, incluindo as crianças. Duas gotas numa colher de café de mel, misturado numa chávena de chá de alecrim, será tão benéfico para a gastroenterite como para a gripe.
O xarope de sabugueiro, é o grande campeão das infecções virais. Os resultados das pesquisas, mostram que o extracto das bagas, é capaz de parar em dois dias os sintomas da gripe, em 93.3% dos doentes tratados.

À vossa saúde!


Texto original: Jean-Marc Dupuis e Xavier Kern

Tradução e adaptação do texto: Eugénia Gomes


Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…