Avançar para o conteúdo principal

Cerejeira (Prunus avium L.)


Nome Comum: Cerejeira

Nome Latino: Prunus avium L.

Família: Rosáceas.

N. Vulg.: Cerdeira, cerejeira das cerejas pretas, cerejeira brava.

História: Planta originária da Ásia Menor ou Europa, segundo as ultimas descobertas arqueológicas em estações neolíticas europeias. Já Dioscórides na sua Matéria Médica e laguna aconselhavam as cerejas para activar o funcionamento dos intestinos.

Descrição/Habitat: Comum nas zonas temperadas de ambos os hemisférios. Arvores que podem atingir 10 a 20 metros de altura e podem viver 2 a 3 séculos. Troncos de casca acetinada, castanhos brilhantes enquanto novos, passando depois a rugosos e gretados. Folhagem pouco densa, folhas verdes ovais dentadas. Flores brancas de neve, frutos (drupas) avermelhadas até ao preto, excepção feita à cereja chamada espanhola e que é branca – amarelada. Planta frequente em Portugal em especial no Norte e Centro.

Partes Utilizadas: Frutos e pedúnculos (de Maio a Julho) e mais raramente a casca, folhas e flores.

Composição Fotoquímica: Glícidos: açúcares facilmente assimiláveis (inclusive pelos diabéticos) em forma de levulose ou frutose, cuja quantidade oscila entre 3% e 15%.Vitaminas: carotenos (provitamina A) em quantidade apreciável, assim como pequenas quantidades de vitaminas do grupo B e de vitamina. Minerais: ferro, cálcio, fósforo, enxofre, sódio e, sobretudo, potássio, assim como uma ampla gama de oligoelementos (zinco, cobre, manganésio, cobalto, etc.).Ácidos naturais: málico, succínico e cítrico. Fibra vegetal solúvel: pectina em pequena quantidade (acção laxante). Flavonóides (acção diurética). Ácido salicílico em pequena proporção (cerca de 2 mg por quilo de cerejas (acção anti-inflamatória e antidiarreica).Os pedúnculos dos frutos contêm sais minerais (sobretudo potássio) e flavonóides.

Propriedades Terapêuticas: Laxantes, refrescantes, diuréticas, depurativas, remineralizantes e tonificantes.

Fitoterapia: A cura de cerejas (à base de frutos e de tisanas de pedúnculos) é recomendada a sãos e doentes. Graças à sua acção depurativa, constitui uma das melhores formas de libertar o organismo das impurezas acumuladas durante os meses do Inverno, e tonificá-lo para os meses estivais. Usado para: obesos e pletóricos, a quem fará emagrecerem sem risco de desnutrição ou de desequilíbrio mineral. Além disso, as cerejas têm a propriedade de atenuar a sensação de fome. Artríticos e gotosos, a quem fará descer os níveis de ácido úrico no sangue e aliviará as dores nas articulações. Os que sofram de inflamação das vias urinárias (pielonefrite ou cistite) devido a infecção crónica ou litíase. Os que sofram de prisão de ventre crónica, devido à preguiça ou atonia intestinal.

Dieta da cereja: 
MANEIRA DE PREPARAR:
Comendo como único alimento meio quilo de frutos maduros, 4 a 5 vezes por dia, durante um ou dois dias. Se as cerejas forem bravas, recomenda-se tomar uma quantidade menor, pois contêm uma maior proporção de princípios activos. Os que sofram de debilidade gástrica ou de digestões lentas deverão comer as cerejas cozidas. Recomenda-se intercalar entre as refeições de frutos várias chávenas (xícaras) de tisana de pedúnculos (pés de cereja). Decocção de pedúnculos: fervem-se 50 g de pés de cereja (frescos ou secos) durante5 minutos. Bebem-se várias chávenas (xícaras) por dia, quer isoladamente, quer em combinação com uma cura de cerejas.

Outros usos: Em forma de doces e compotas, geleia, fruta cristalizada. Fruta em calda, saladas de fruta, fruta seca, em bolos e como sobremesa as cerejas ao natural. A Ginjeira (Prunus cereasus L.), igualmente conhecida como Ginjeira galega, dão frutos muito apreciados na confecção de sobremesas e da aguardente de Ginga (bebida muito vendida em Portugal).


Informação recolhida: Medicina Popular – Tratamento pelas Plantas Medicinais, Autor: Professor Nunes, João Ribeiro;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…