Avançar para o conteúdo principal

Ser Feliz com Frio e Humidade




Apesar do aquecimento global, este inverno tem sido terrível, como os últimos anos.

Alguns tentam aumentar um pouco o calor para compensar a humidade fria, destas chuvas que se sucedem há um mês consecutivo.

Mas não precisar de se arruinar para se sentir bem. O aquecimento central, os vidros duplos e o isolamento quase não existiam há 50 anos e isso não impediu as populações de sobreviver ao Inverno. Veja aqui alguns segredos do passado para redescobrir os encantos de Inverno, mesmo quando chove.


A roupa de Inverno

Pode parecer idiota mas, da mesma forma que nos esquecemos de nos alimentarmos correctamente, também muitos de nós não se vestem adequadamente.
Usar várias camadas de roupa é essencial: o ar entre as diferentes camadas de roupa, isola a própria roupa.
A primeira camada deve ser isolante e deixar saír a transpiração. Com efeito, se o corpo é arrefecido pela passagem de ar frio, arrefece cinco vezes mais rápido em contacto com uma superfície molhada. Só isolando do frio as roupas mantém-se secas. Deverá de usar a sua roupa interior quente e seca.

Isso incluí não só as meias de lã, mas também uma camisa interior térmica, se possível de manga comprida e gola alta, e, em baixo meias de lã para mulheres e ceroulas para homens, e de preferência igualmente “térmicas”.

Eu sei que a moda de ceroulas caiu em desuso, e que muitos homens se sentiria ridículo por as  usar. Mas este é um acessório indispensável contra o frio, mesmo se usar uma calça de inverno, tipo calça de veludo. Note que as ceroulas são completamente invisíveis do lado de fora e não corre o risco do ridículo entre os seus colegas, desde que fique dentro dos limites de um comportamento normal num escritório.

Equipado com uma boa camisola, umas boas ceroulas e boas meias,  já deve ser capaz de andar dentro de sua casa, sem sofrer com o frio.

As roupas de Inverno

As camadas externas devem de ser amplas e não comprimir o ar que separa da roupa interior, para manter um bom isolamento.

Para baixo, é, obviamente, a calça ou saia (longa) para as mulheres. Para cima, uma camisa grossa e uma camisola de lã, ou uma camisola de gola alta com um casaco.

E assim ficamos com duas camadas em baixo, e três camadas em cima.

O casaco

O principal objectivo do casaco é proteger do vento, de modo a que a sua roupa o continue a proteger, mesmo quando está na rua. É melhor um casaco fino e  impermeável, do que um grosso que deixa passar o ar frio. Observe que, se o seu casaco o protege contra o vento,  também irá protegê-lo da chuva.

Em matéria de casacos, encontramos agora parkas e casacos de uma eficiência realmente incrível ... mas também com preços incríveis: 500-1100 de euros, que serão os modelos do Canadá, de  parkas com penas de ganso (atenção, eu não os critico, eles são caros, mas isso deve-se à sua qualidade).

Estes casacos ultra-confortáveis, e caros, que permitem às pessoas, que andam mal vestidas por baixo dos casacos (sem leggings!), e que vivem num ambiente super aquecido, de saírem para a rua sem sofrerem com o frio.

No entanto, é mais razoável e económico  investir na compra de boas roupas interiores:  pode contentar-se com um casaco menos quente, o que vai reduzir a sua factura de aquecimento, e terá um menor contraste entre a temperatura do interior e do exterior na sua casa.

Os sapatos

Assim que o organismo pressente o risco de arrefecimento, o fluxo de sangue retira-se das extremidades do corpo. O sangue é um dos poucos meios para fazer circular o calor  pelo corpo: evitando a perda de calor nas extremidades do corpo, o sangue protege os órgãos principais, com prioridade para o coração e o cérebro.

Os seus pés são muito vulneráveis ao frio. É pelos pés, e no contacto com um chão frio e húmido, que pode perder todos os benefícios de um bom aquecimento no inverno. E a primeira dor aguda causada pelo frio é o dos dedos congelados (é mais fácil para aquecer os dedos, colocando-os nos bolsos, por exemplo).

Tal como a roupa interior, os sapatos são um elemento-chave da estratégia anti-frio: se  tiverem uma sola grossa, isolante, e um modelo em que seja possível chegarem aos tornozelos, que também são sensíveis ao frio. Mas as botas, muito elegantes para as mulheres só são eficazes se a sola for grossa o suficiente.

Chapéu, cachecol e luvas

Uma vez que faz frio, de modo que, o sangue foge do cérebro e do coração. Isso significa que sua cabeça se torna mais quente. Quase metade do calor corporal é perdido através da cabeça. Então, deve se esforçar de a proteger, e é este o papel do chapéu, que permite aquecer o cérebro e tem a vantagem de aquecer o resto do corpo.

O cachecol também é essencial: ele ajuda a proteger o pescoço e os ombros, que estão num lugar de intensa radiação e, portanto, de perda de calor. Também impede que a camada de ar quente que tem na sua camisola seja evacuada a partir do topo (o ar quente sobe).

Finalmente, tal como bons sapatos protegem os pés do frio, um bom par de luvas vai evitar que os dedos fiquem doridos.

Comer

Assim que a constipação se confirma, o corpo começa a tremer: os músculos sob a pele agitam-se muito rápido, o que permite aquecer a pele, sem “desperdiçar” o calor  transmitido através do sangue e reservado nos outros órgãos. O limiar de neutralidade térmica é de 25°C, abaixo desta temperatura, o corpo gasta energia para se manter aquecido. Na água, o limiar é de 34°C.

A comida que absorvemos é utilizada como combustível para produzir energia. Uma parte desta energia é utilizada para efectuar um movimento, enquanto que a outra permite, sob forma de calor, de manter o equilíbrio térmico. Quando o frio persiste, às vezes temos a tendência a gastar mais energia no aquecimento do organismo, e para isso devemos comer mais calorias. Isso explica por que em climas frios, as dietas alimentares são muitas vezes constituídas por várias refeições leves e quentes ao longo do dia.

No entanto, há uma ideia falsa que devemos esquecer: a gordura não protege do frio. Este é o caso, como os animais de hibernam ou que vivem sobre o gelo, mas que não acontece com os seres humanos.

Beber

No tempo frio e seco, a transpiração (suor não perceptível) mantém a humidade suficiente da pele. Mas não nos damos conta da desidratação que isso provoca. No entanto, a diminuição da hidratação enfraquece o corpo face ao frio.

Lembre-se de se hidratar com frequência. A sede não é mais, do que um sintoma de desidratação: deve beber antes! Note-se também que o consumo de álcool e de café interfere com a capacidade de auto-regulação do corpo.

Seguindo todos estes conselhos, vai achar que o inverno e o mau tempo, vão parecer muito menos deprimentes. Pode até mesmo estar bem equipado e ser muito feliz no inverno, e desfrutar de todos os benefícios da temporada, começando com a calma em parques públicos e locais para passear. Para manter-se activo quando o tempo está mau é, em última análise, a melhor maneira de não sofrer com o frio.

Pela vossa saúde!


Texto original: Jean-Marc Dupuis
Tradução e adaptação: Eugénia Gomes

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…