Avançar para o conteúdo principal

4 Conselhos para baixar o índice glicémico de uma refeição





Formas concretas para melhorar a qualidade nutricional das suas refeições

Se é saudável ou tem uma taxa alta de açúcar no sangue, é bom verificar o índice glicémico (IG) dos seus pratos para evitar picos de açúcar no sangue depois de algumas refeições. Estes picos cansam o pâncreas; causam  perda de energia e sensação de fome, levando à obesidade. A longo prazo, pode contribuir para a diabetes. Aqui estão alguns conselhos para limitá-las.

Misture legumes nas suas refeições

Os legumes têm um baixo índice glicémico. Pode diminuir o índice glicémico de um prato de massa ou arroz, reduzindo a quantidade de amido e substituí-lo por uma quantidade equivalente de legumes. Por exemplo, misturando igualmente  abobrinha ou berinjela e massas. Esta é uma forma saborosa e fácil de controlar melhor o açúcar no sangue e melhorar a densidade nutricional dos alimentos.


Adicione vinagre

O vinagre reduz o índice glicémico da refeição ou um prato dentro das proporções consideráveis (15-35% em média). O vinagre pode ser usado na salada ou adicionado a um alimento (arroz nos sushi), ou para os mais aventureiros, ingerido antes das refeições. O vinagre também melhora a sensibilidade à insulina, tanto em indivíduos saudáveis como naqueles que são resistentes à insulina ou têm diabetes. Se não gosta da ideia de engolir uma colher de sopa de vinagre, também funciona com limão ...

Coma as suas batatas frias

O índice glicémico da batata é geralmente tão alto, que a LaNutrition.fr aconselha a comer com moderação, especialmente se for sedentário. Mas arrefecidas, a fécula de batata adquire resistência, o que reduz o IG desses vegetais em cerca de 30%. Se comer as batatas frias em salada com vinagre, o IG é reduzido em mais de 40%.

Beba chá verde

De acordo com um estudo recente em ratos, os flavonóides do chá verde reduzem o nível de açúcar no sangue após uma refeição contendo amido (carboidratos). Neste estudo, os flavonóides foram administrados sob a forma de extractos e não de chá. Os pesquisadores que conduziram este estudo, acreditam que os flavonóides actuam inibindo a enzima que nos permite desmantelar o amido para extrair a glicose, desde que tome o chá durante as refeições, e não mais tarde. Os flavonóides não têm nenhum efeito na administração de açúcares simples.

Experimentalmente, os componentes do chá verde inibem os enzimas envolvidos no metabolismo dos alimentos, tais como a glicemia, amilase e maltase.

Em humanos, os estudos que utilizam o chá verde são contraditórios. Alguns  encontram um benefício de açúcar no sangue e a sensibilidade à insulina, outros não. De qualquer forma, um estudo recente concluiu que beber chá verde durante a refeição, ajuda a saciedade mais do que a água.

Utilize a canela

A canela pode ajudar a controlar a glicémia após uma refeição rica em amido. Este é o caso em pessoas saudáveis. Onde há uma resistência à insulina, uma intolerância à glicose ou diabetes, os estudos são contraditórios: alguns acham que a canela é eficaz, outros não. As doses utilizadas nos estudos variam de um a seis gramas por dia (um grama = meia colher de café) misturados nos alimentos, por exemplo numa sobremesa.

É preferível utilizar as doses mais baixas, especialmente em doenças do fígado e dos rins, como algumas variedades contêm doses elevadas de cumarina, que podem se revelar tóxicas. A variedade Cinnamomum verum (canela "verdadeira", também conhecida como C. zeylanicum) é mais seguro do que variedade "cássia", rica em cumarinas. O problema é que, no comércio de especiarias, as duas variedades são misturadas, com uma maior quantidade de cássia que é mais barata! O ideal é comprar a canela a um fornecedor que identifica claramente a sua proveniência.



Artigo original: Elvire Nérin, autora do livro «Le nouveau régime IG».
Tradução e adaptação: Eugénia Gomes

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…