Avançar para o conteúdo principal

"Uma verdade escondida..." sobre o Colesterol







Colesterol, medicamentos que mantêm a doença

Uma em cada três pessoas, com mais de 45 anos, em França (oito milhões de pessoas) tomam Estatinas. E isso custa uma fortuna à Segurança Social (um bilião de euros por ano). As vendas aumentaram ao fim de 10 anos. 

Mas o que não lhe dizem, é que o colesterol não é um veneno. E as pessoas que tomam Estatinas, colocam a sua saúde em risco, porque estes medicamentos estão associados, a uma lista tão longa quanto o seu braço, de efeitos secundários debilitantes, insuficiência cardíaca, dores musculares, passando por perdas de memória e de lesões no fígado.

Em contraste, um estudo publicado no American Heart Journal (Janeiro 2009), analisando 137.000 doentes internados em hospitais nos Estados Unidos, com ataque cardíaco, concluímos que perto de 75%, tinham uma taxa de colesterol “normal”.


Uma conspiração para vos manter doentes

Porque é que não querem que se saiba, que os medicamentos que baixam a taxa de colesterol, provocam numerosos efeitos secundários, sem no entanto protegerem contra as doenças cardiovasculares?

Existem várias razões.

Por um lado, deveriam de ser milhares de grandes cardiologistas e de professores de medicina, a reconhecer publicamente, que estiveram enganados durante trinta anos, e isso, acreditem, não é fácil… Actualmente, todas as pessoas que criticam tais políticas, ou estejam em desacordo com elas, são chamadas de hereges, ignoradas e ridicularizadas. O extraordinário livro do cardiologista Michel de Lorgeril sobre os meios naturais para prevenir ataques cardíacos, que acaba de ser publicado, foi totalmente ignorado pela imprensa. Unicamente porque denuncia, argumentos científicos de apoio, uma verdade inconveniente, que perturba o mundo médico.

Michel de Lorgeril é pesquisador na CNRS, e escreveu centenas de artigos, nas maiores revistas científicas. O seu livro, contêm todas as informações sobre a pesquisa mais avançada, e numerosos conselhos vitais, e reconfortantes para as pessoas que temem pelo seu coração e pelas suas artérias.

Dada a importância dessas revelações para milhões de doentes em França, o silêncio da imprensa é inexplicável.


Por outro lado, a medicina tornou-se, infelizmente, um grande negócio. E se não tomar medicamentos… e se você prevenir as doenças, ou se elas se curarem naturalmente… não irão ganhar um cêntimo.


O nutriente que eles querem esconder

Entre os efeitos secundários das estatinas, um dos mais perniciosos, é que o corpo é esvaziado das suas reservas de coenzima Q10 (CoQ10).

O CoQ10 está envolvido nas suas mitocôndrias, que são pequenas centrais eléctricas que fornecem energia aos seus músculos, o que lhes permite contraírem-se. 

Agora, qual é o principal músculo do seu organismo, aquele de que tem mais necessidade ? É, evidentemente, o seu coração.

O CoQ10 é indispensável ao funcionamento dos músculos, e o seu coração é o seu músculo vital.

Pretender curar o seu coração, esvaziando-o das suas reservas de CoQ10, é como se um mecânico de automóveis aldrabão, lhe queira traficar o motor do seu carro, prometendo-lhe melhor desempenho, e ao mesmo tempo, roubando-lhe nas suas costas, o depósito do combustível !!

Se tomar os medicamentos, que fazem baixar a sua taxa de CoQ10, e este é o caso da maioria dos medicamentos para baixar o colesterol, é importante compensar, tomando suplementos de CoQ10 por via oral.

Poucos médicos informam os seus doentes, hoje em dia. E isso é inaceitável.


 O colesterol é bom para a saúde

O colesterol, é frequentemente vilipendiado pelas instituições científicas e médicas, mas o facto é que o colesterol é um componente essencial do seu corpo. De facto, os níveis reduzidos de colesterol estão relacionados com problemas de saúde, em particular, hemorragia cerebral (AVC), isto é, uma artéria que rompe no seu cérebro, que provoca uma hemorragia, a qual provoca uma paralisia instantânea (faz cegar, perder a memória, etc.).

Mas uma taxa de colesterol reduzida, também tem sido relacionada a um maior risco de cancro.

A ligação entre risco de cancro e colesterol baixo, foi estabelecida repetidamente por estudos científicos, a tal ponto que deve ser considerado absurdo e perigoso regozijar-se de ter um colesterol baixo, e ainda tentar baixá-lo através de uma dieta pobre em gorduras, pior ainda, com medicamentos. 

Alguns cientistas têm tentado mostrar que a ligação entre baixo colesterol, e risco elevado de mortalidade, é o resultado de “uma causalidade inversa”. Por outras palavras, serão as doenças crónicas como o cancro, que são a causa da baixa taxa de colesterol, e não o inverso (hipótese de Iribarren).

Mas essa hipótese foi descartada após vários estudos epidemiológicos, que se seguiram durante longos períodos (19 a 20 anos) de pessoas com uma taxa baixa de colesterol.



Para ter uma boa taxa de vitamina D, precisa de colesterol

Uma explicação possível para a ligação entre colesterol baixo e cancro, é que o colesterol é o ingrediente base da vitamina D; a vitamina D é de facto colesterol que sofreu uma alteração química na pele, sob o efeito da luz solar.
No entanto, a vitamina D desempenha um papel crucial na regulação da reprodução celular. A carência crónica de vitamina D provoca o desenvolvimento descontrolado das células, e daí os tumores cancerosos.
Outra indicação de que a ausência de colesterol pode provocar o cancro, é um estudo de 4 anos que estabelece que a combinação de dois medicamentos anti colesterol, a sinvastatina e o ezetimiba, estão também relacionados com o aumento de risco de cancro. O que foi usado nos resultados de três estudos, nos quais a sinvastatina e a ezetimiba foram tomadas em conjunto, o risco de morte por cancro, aumentou 45%.
Mas este resultado foi posto de parte pelos cientistas que, surpreendentemente, o atribuíram ao "acaso".


Pela sua saúde !

Jean-Marc Dupuis
Tradução e adaptação do texto: Eugénia Gomes

Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Melatonina: Um sonífero natural

A União Europeia finalmente autorizou um produto natural que ajuda a dormir melhor: A Melatonina
Se me pede a minha opinião, as pessoas que interditaram esta substância natural durante tantos anos, sem qualquer argumento científico, considerando que os distúrbios do sono afectam 25 a 40% da população, cometeram um crime grave contra os seus concidadãos.
Mas sejamos positivos, e voltemos aos benefícios que se podem ter ao tomar a melatonina:
Um meio eficaz contra a insónia
Assim que a luz do dia enfraquece, a sua glândula pineal, que está localizado no seu cérebro começa a secretar melatonina. Esta substância, que é uma hormona natural, prepara o corpo para dormir e descansar.
Com efeito, a glândula pineal está directamente ligado ao nervo óptico: ela está em sintonia com a luz. É por isso que a melatonina é conhecida como a hormona que regula o relógio biológico, também conhecido como ritmo vigília-sono ou o ritmo circadiano. É por isso que as pessoas cegas, muitas vezes têm problemas …

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…