Avançar para o conteúdo principal

Cenoura ( Dancus Carota L.)


Nome Comum: Cenoura

Nome Latino: Dancus Carota L.

Familia: Umbelíferas

N. Vulg.: Escarrapiche (em Cinfães)

História: A cenoura foi originalmente cultivada na Ásia Central e países do Médio Oriente. As cenouras originais eram diferentes das que estamos acostumados hoje, apresentando uma coloração roxa profunda, variando de lavanda  cor de  beringela.
Esta coloração foi um reflexo dos pigmentos do fito nutriente antocianina estas cenouras tinham. Uma variedade de cenoura-amarela enraizada apareceu no Afeganistão, que foi cultivada e desenvolvida numa versão anterior da cenoura conhecida por nós actualmente.
Parece que as cenouras não se tornaram um vegetal popular na Europa até o Renascimento. Isto deveu-se provavelmente ao facto de que as variedades precoces tinham uma textura resistente e fibrosa.
Séculos mais tarde, com o início no século 17, os agricultores na Europa começaram a cultivar diferentes variedades de cenouras, e assim sucedeu o desenvolvimento de uma cor laranja da cenoura, que tinha uma textura mais agradável do que as suas antecessoras.
Os europeus favoreceram o crescimento dessa variação cor de laranja sobre a variedade roxa, que foi e ainda é amplamente cultivada em outras áreas do mundo, incluindo o sul da Ásia e o norte de África. As cenouras foram posteriormente introduzidos nas colônias norte-americanas. Devido à sua popularidade elevada, no início de 1800, a cenoura foi o primeiro vegetal a ser enlatado. Hoje, os Estados Unidos, França, Inglaterra, Polônia, China e Japão estão entre os maiores produtores de cenoura.

Descrição/Habitat: É cultivada em todos os continentes.

Partes Utilizadas: As raízes e as sementes

Composição Fotoquímica: A raiz contém pectina em abundância, substância glicídica de acção absorvente e antidiarreica; sais minerais diversos, especialmente de potássio e fósforo, assim como oligoelementos que a tornam remineralizante e diurética. Óleo essencial, que lhe confere o seu aroma peculiar e os seus efeitos vermífugos; e vitaminas do grupo B, um pouco da C e, sobretudo caroteno (4500 ug por cada 100 g). Rica em provitamina A (o caroteno ou provitamina A, é o princípio activo mais valioso da cenoura. No fígado transforma-se em vitamina A ou retinol).

Propriedades Terapêuticas: Infecções das vias respiratórias: sinusite, rinite, faringite, especialmente bronquite, tanto agudas como crónicas. Também se torna útil em gripes e constipações (resfriados), devido a que o seu princípio activo de antibiótico impregna todo o aparelho respiratório, descongestionando os brônquios e acalmando a tosse. Infecções das vias urinárias: pielonefrite (da pelve renal e do rim), e cistite (da bexiga). Favorece as funções da pele, devido ao seu elevado conteúdo de enxofre. Aplicada localmente, tem um efeito cicatrizante sobre as feridas e úlceras. Regenera e devolve o aspecto saudável à pele seca; mas sobretudo estimula o bolbo piloso (a raiz do pelo), revitalizando o cabelo e inclusivamente fazê-lo crescer. Por isso é uma das plantas que mais se usam nos tratamentos contra a calvície. Tonificante e revigorante: talvez pelo seu elevado conteúdo em vitamina C (285 mg por cada 100 g de folhas frescas, enquanto, por exemplo, o limão tem 50 mg por 100g de polpa). Reguladora menstrual: os banhos de assento com flores ou frutos regulam e normalizam as regras. Afrodisíaca: além do mais, atribuem-lhe efeitos afrodisíacos.

Fitoterapia: O xarope caseiro, feito com cenouras cortadas finamente que são misturadas com açúcar, o liquido resultante, é magnifico para a tosse e bronquites infantis. A infusão, de 10 gr de sementes pra 100 gramas de água fervente, é usada como aperitiva diurética, estimulante, favorecendo o aumento de leite nas mulheres que amamentam. É um alimento saudável, nutritivo e de fácil digestão, que toda a gente deveria comer e em especial as pessoas que sofrem dos olhos. Tome-se a decocção de 3 a 4 cenouras por litro de leite, com duas colheres de mel; 2 a 4 chávenas ao dia deste xarope.


Informação fornecida: Bibliografia utilizada: Medicina Popular – Tratamento pelas Plantas Medicinais, Autor: Professor Nunes, João Ribeiro.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro. O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro. 
A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransm…

Falta de acidez no estômago - Hipoclorídria

Cãibras nas pernas durante a noite

Nunca lhe acontece acordar durante a noite com cãibras nas pernas, mesmo que não tenha feito qualquer esforço físico em particular? Você tem mais de 40 anos? Já experimentou tomar magnésio, cálcio, potássio - e, talvez, a vitamina E - e as suas cãibras aliviam um pouco, sem no entanto desaparecerem?
Se este for o seu caso, pode estar a sofrer de hopocloridria, um problema de saúde relacionado com a falta de ácido no estômago. O ácido no seu estômago é bom para si!
As paredes do estômago segregam pelo menos três litros de ácido por dia. Isto é feito através das células que revestem a parede do estômago, e são capazes de "bombear protões", isto para dizer, que para bombear iões hidrogenados do sangue, e de os trazer para o estômago. O ácido gástrico é, portanto, um concentrado de íoes hidrogenados (isto não é um curso de química, convido os leitores interessados a aprender mais sobre este fenómeno interessante, na página do Wikipedia correspo…

Os terríveis malefícios da Candida Albicans

Quando está infectada de Candida albicans, dizemos que tem "sapinho" ou mais precisamente "candidíase", a infecção fúngica mais comum. Candidíase é mais conhecida, para o público em geral, na forma de "sapinhos", essas manchas brancas na boca e lábios, coceira horrível. Os “sapinhos” afetam principalmente crianças e pessoas com sistema imunológico debilitado, (pessoas tratadas com antibióticos, quimioterapia ou com AIDS). O diagnóstico é óbvio, a maioria dos médicos não se enganam
Mas, na realidade, as nossas sociedades industriais estão infectadas com Candida albicans, muito além de pessoas que sofrem de aftas: 90% dos americanos têm uma taxa mais elevada do que o normal de Candida albicans no intestino; 80 milhões de pessoas estão infectadas, e 70% são mulheres. 
Muita da população tem micoses nos dedos, sob as unhas e, muitas vezes: mais frequentemente colónias de Candida albicans.
Começa com pequenas espinhas vermelhas nos dedos. As unhas dos pés tor…